domingo, 13 de junho de 2010

Introdução aos conceitos do Bem e do Mal

Existe um sentimento que move a minha alma, estou apaixonado...

Introdução do conceito do Bem

A natureza humana diz que o ser humano teme tudo que desconhece, e assim denomina, muito erroneamente, ou seja, de forma totalmente prepotente, esses campos de mal.

Temos que:

Nossa visão sobre o universo, a estatua, é limitada a um ângulo.

Prevemos que:

Podemos prever, com alta probabilidade de erro, outros ângulos da estatua, mas existem certas partes que não ousamos imaginar.

Logo:

A exploração da estatua, a conceituação da existência da mesma, é o que move nossa existência, a incansável busca do ser pela verdade, ou seja, pela visão inalcançável da estatua por completo e ao mesmo tempo.

Essa busca gera conhecimento, avanço, ascensão da nossa existência.

Esse é o bem.

Logo: o bem não é só o conhecer a parte que nós vemos da estatua, como a vontade que nos move para explorar o desconhecido, o traço mais fundamental da nossa existência, a curiosidade.

Introdução do conceito do Mal

O mal, pela lógica, e vamos usar muito a lógica daqui em diante, seria o que faz o contrario do que o bem faz, logo, o que gera ignorância, retrocesso, regressão existencial. Ou seja, existir de forma egoísta a não procurar o conhecimento, ignorar o mesmo, e até mesmo ir contra aqueles que o buscam.

Esse é o Mal.

Mais tarde analisaremos o Bem e o Mal, seus efeitos no universo, na sociedade, no ser, etc.

Nenhum comentário:

Postar um comentário